4 informações importantes sobre o câncer de próstata.

Novembro azul é um movimento mundial que alerta sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata, tumor mais comum entre os homens.

Confira 4 informações importantes sobre o câncer de próstata e fique atento:

1- Quais as principais causas?

• Idade
O câncer de próstata é mais comum após os 50 anos.

• Histórico familiar
O risco é 3 vezes maior para um indivíduo que tem pai ou irmão diagnosticado com o problema antes dos 60 anos.

• Estilo de vida
Pode ser citado entre os hábitos ruim que aumentam o risco da doença o consumo excessivo de álcool, o sedentarismo, o tabagismo e a má alimentação.
Para prevenir o câncer, vale ficar alerta sobre a ingestão de vegetais e evitar fast-food, alimentos processados e refrigerantes, além de exercitar-se regularmente.

• Obesidade
O excesso de gordura corporal causa um estado de inflamação constante no organismo e afeta a produção de diversos hormônios. Tudo isso afeta o desenvolvimento desordenado das células, dando origem a diversos tumores.

2- Como são os sintomas?

O câncer de próstata pode ser vagaroso a apresentar sinais. Geralmente quando os sintomas são percebidos pelos homens, o tumor já está em fase avançada, o que reduz a chance de sucesso do tratamento. Por isso a importância do diagnóstico precoce.
Os principais sintomas são:
• Dificuldade para urinar;
• Necessidade de urinar mais vezes durante o dia e/ou à noite;
• Diminuição do jato de urina;
• Dor ou ardor ao urinar;
• Presença de sangue na urina ou no sêmen;
• Dor ao ejacular.

3- E sobre os exames?

Normalmente o câncer de próstata costuma aparecer após os 50 anos. Após uma primeira avaliação com médico, o ideal é definir quando é recomendado iniciar e repetir os exames (de toque retal e o PSA).
Quem tem histórico familiar de tumor, precisa começar o check-up antes, aos 45 anos, e continuar o acompanhamento, pelo menos uma vez ao ano.

4- Como é o tratamento?

O tratamento do câncer de próstata depende do estágio da doença, da idade do indivíduo e do estado de saúde do paciente.
O mais comum é que o homem realize cirurgia, radioterapia e terapia hormonal.
Alguns tumores menos agressivos, dependendo da idade do paciente, pode ser apenas monitorado periodicamente, sem precisar de tratamento.
A vigilância ativa envolve realização periódica dos exames de PSA e toque retal, além de biópsias, conforme indicação médica.
Câncer de próstata tem cura?
Quanto antes for identificada a doença, maior é a chance de remissão do problema.
Em caso de tumores localizados, que estão só na próstata, a possibilidade de “cura” chegar a ser de 90%.

Atente-se aos sinais e faça os exames periodicamente.
Vergonha é não se cuidar!

Por: Kaíque Iengo

Gostou do Conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp